Serviços » Informações Hidrológicas 

Sistema de Informações Hidrológicas

O portal HidroWeb oferece um banco de dados com todas as informações coletadas pela rede hidrometeorológica e reúne dados sobre cotas, vazões, chuvas, evaporação, perfil do rio, qualidade da água e sedimentos. Trata-se de uma importante ferramenta para a sociedade, pois os dados coletados pelas estações de monitoramento são utilizados para produzir estudos, definir políticas públicas e avaliar a disponibilidade hídrica. Por meio dessas informações, a Agência Nacional de Águas monitora eventos considerados críticos, como cheias e estiagens, disponibiliza informações para a execução de projetos, identifica o potencial energético, de navegação ou de lazer em um determinado ponto ou ao longo da calha do manancial, levanta as condições dos corpos d’água para atender a projetos de irrigação ou de abastecimento público, entre outros.

Rede Hidrometeorológica Nacional
A ANA realiza o monitoramento hidrometeorológico no Brasil operando as cerca de 4.543 estações de monitoramento das 14.822 existentes em todo o país. Com essas estações, é possível mensurar o volume de chuvas, a evaporação da água, o nível e a vazão dos rios, a quantidade de sedimentos e a qualidade das águas em estações respectivamente relacionadas: pluviométricas, evaporimétricas, fluviométricas, sedimentométricas e de qualidade da água. As informações oriundas desse monitoramento encontram-se disponíveis no Sistema de Informações Hidrológicas - HidroWeb e no Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos - SNIRH.
Sob coordenação da ANA, a Rede Hidrometeorológica monitora cerca de 2.176 dos 12.963 mil rios brasileiros cadastrados no Sistema de Informações Hidrológica, inclusive os fronteiriços e transfronteiriços. Os dados coletados por essa malha de estações são utilizados para produzir estudos, definir políticas públicas, avaliar a disponibilidade hídrica e, por meio dela, a ANA monitora eventos considerados críticos, como cheias e estiagens, disponibiliza informações para a execução de projetos pela sociedade, identifica o potencial energético, de navegação ou de lazer em um determinado ponto ou ao longo da calha do manancial, levanta as condições dos corpos d’água para atender a projetos de irrigação ou de abastecimento público, entre outros. As informações hidrológicas coletadas são a base para a concessão, pela ANA, de outorga pelo uso de recursos hídricos dos rios federais..
As 4.543 estações de monitoramento da ANA, estrategicamente localizadas nas várias bacias hidrográficas brasileiras, são operadas por entidades parceiras e contratadas pela Agência Nacional de Águas, sendo distribuídas em mais de 200 Roteiros de Operação que desbravam os confins deste Brasil de proporções continentais, buscando conhecer as variáveis hidrológicas de todos os cantos do país. As informações hidrológicas também são geradas e disponibilizadas para a sociedade em tempo real pelo sistema de Dados Hidrológicos em Tempo Real
Os Inventários das Estações Hidrológicas têm por objetivo divulgar, entre os usuários de recursos hídricos, o cadastro de todas as estações Fluviométricas e Pluviométricas, do Sistema de Informações Hidrológicas.
O monitoramento hidrometeorológico no Brasil remonta o século 19 pelo Departamento Nacional de Obras contra as Secas - DNOCS e Instituto Nacional de Meteorologia - INMET, bem como as estações da São Paulo Light and Power (1909) e os registros de chuva efetuados pela Mineração Morro Velho, em Nova Lima, Minas Gerais, que datam de 1855. Desde então, a Rede Hidrometeorológica tem crescido buscando ampliar o conhecimento hidrológico do país, onde a seguir, apresenta-se a Evolução da Rede Hidrometereológica no Brasil como um todo e por Região Hidrográfica ao longo dos anos até 2007.










Agência Nacional de Águas - ANA
Setor Policial, área 5, Quadra 3, Blocos "B","L","M" e "T".
Brasília-DF CEP: 70610-200   PABX: (61) 2109-5400 / (61) 2109-5252
Melhor visualizado em 1024x768 com Firefox 3 e IExplorer 7 ou superiores